Convento de Nossa Senhora da Piedade de Santarém

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/CNSPS
Title type
Atribuído
Date range
1540 Date is certain to 1844 Date is certain
Dimension and support
5 liv., 7 mç.; papel, perg.
Biography or history
O Convento de Nossa Senhora da Piedade de Santarém era masculino, e pertencia à Ordem dos Eremitas Descalços de Santo Agostinho (Agostinhos Descalços).

Em 1664, em 25 de Janeiro, o rei D. Afonso VI lançou a primeira pedra da Igreja de Nossa Senhora da Piedade, edifício do qual tomaram posse os religiosos Agostinhos.

Em 1669, por escritura realizada no dia 16 de Janeiro, a Câmara de Santarém emprestou aos Eremitas Agostinhos a ermida de São Sebastião para aí se instalarem até estar concluída a construção do seu convento.

Em 1671, dia 6 de Outubro, estabeleceram a fundação do Convento numas casas contíguas à referida igreja que pertenciam aos condes de São Tiago, D. Lourenço de Sousa e sua mulher D. Luísa Maria de Mendonça.

Em 1675, dia 4 de Abril, depois de efectuada a escritura de arrendamento entre os proprietários e os religiosos, começaram aí a viver em comunidade. Ficou acordado no contrato de arrendamento a venda das casas aos religiosos após a obtenção da licença de subrogação, por estarem vinculadas em morgado.

Em 1676, em 24 de Outubro, por alvará foi concedida a licença das casas contíguas à Igreja da Senhora da Piedade, tendo já falecido o conde D. Lourenço.

Em 1677, dia 11 de Outubro, foi celebrada a escritura de compra das casas, com a condessa viúva como tutora e administradora do conde seu filho, pela quantia de 1200$000 réis. Porém desta quantia a vendedora fez um abatimento de 100$000 réis para ajuda do adorno da casa do capítulo e com a obrigação de uma missa "in perpetuum" pelas almas dos condes seus sucessores.

Em 1688, dia 10 de Março, o rei D. Pedro II, por decreto doou a Igreja da Senhora da Piedade aos Eremitas Descalços de Santo Agostinho, estando já em edificação o convento.

Em 1690, em 4 de Fevereiro, acabada a obra, os religiosos instalaram-se no novo edifício saindo em procissão da Ermida de São Sebastião, aonde tinham permanecido até então.

Em 1772, dia 4 de Junho, arremataram os religiosos em Praça Pública um pedaço de terra com seu olival contíguo à cerca, pela quantia de 90$000 réis, cuja compra foi combinada por provisão de Sua Majestade de 22 de Março de 1784.

Em 1790, viviam no convento de Nossa Senhora da Piedade 26 religiosos.

Em 1820, em 17 de Outubro, por Carta de Sentença Apostólica, dada em Lisboa, relativa à extinção, união e incorporação dos diversos Conventos da Congregação dos Religiosos Eremitas Descalços de Santo Agostinho, o convento Bom Jesus de Porto de Mós foi unido com igualdade aos conventos de Senhora da Piedade de Santarém e de Santa Rita de Coimbra.

Em 1834, era vigário geral o reverendo padre mestre jubilado Fr. Manuel da Expectação.

Em 1834, no âmbito da "Reforma geral eclesiástica" empreendida pelo Ministro e Secretário de Estado, Joaquim António de Aguiar, executada pela Comissão da Reforma Geral do Clero (1833-1837), pelo Decreto de 30 de Maio, foram extintos todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e casas de religiosos de todas as ordens religiosas, ficando as de religiosas, sujeitas aos respectivos bispos, até à morte da última freira, data do encerramento definitivo.

Os bens foram incorporados nos Próprios da Fazenda Nacional.
Custodial history
Em 1894, dia 14 de Maio, foram incorporados os documentos vindos da Direcção-Geral dos Próprios Nacionais, conforme atesta a relação assinada por A. J. Campos de Magalhães e por Roberto Augusto da Costa Campos, inspector dos arquivos públicos.

No final da década de 1990, foi abandonada a arrumação geográfica por nome das localidades onde se situavam os conventos ou mosteiros, para adoptar a agregação dos fundos por ordens religiosas.
Acquisition information
Documento comprado à Bilbarte Lda a 31 de Dezembro de 1982 (mç 15 do fundo).
Scope and content
Contém livros de notícia de capelas, de cobranças de juros, foros e censos, de registos diversos do Convento, documentos relativos a cobranças, inventários da fazenda, escrituras de emprazamento e reconhecimento, vendas de prédios e foros, de mútuo, instituições de capelas e censos, sentenças, cartas de arrematação, aforamentos, alvarás, breves, hipotecas, testamentos, entre outros.

A documentação menciona bens situados na Porta de Leiria entre outros lugares.

A documentação refere os Conventos do Bom Jesus da vila de Porto de Mós, do bispado de Leiria, de Nossa Senhora da Assunção no sítio da Sobreda da Caparica, da Boa Hora do Chiado, de Nossa Senhora da Boa Hora em Belém, da Boa Hora de Setúbal, de Nossa Senhora da Conceição do Grilo, no patriarcado de Lisboa, os Conventos de Nossa Senhora da Orada de Monsaraz , de Santa Maria da cidade de Portalegre, da Senhora da Conceição da vila de Montemor-o-Novo, da Senhora da Consolação de Estremoz, da Senhora das Mercês na cidade de Évora, no Arcebispado de Évora, os Conventos de Santa Rita de Coimbra, de São Lourenço do Porto e da Senhora do Bom Despacho da Mão Poderosa, os Hospícios da Nossa Senhora da Ajuda, da Malhada Sorda ( Pinhel), de Nossa Senhora dos Anjos da vila de Grândola, São Nicolau de Tolentino da vila de Mora no arcebispado de Évora, de Nossa Senhora da Pobreza da vila de Loulé, no bispado do Algarve, o Hospício de Nossa Senhora da Palma da cidade da Baía e o Colégio de Santa Rita de Lisboa.

Guia de Fundos Eclesiásticos; Ordem dos Eremitas Descalços de Santo Agostinho; Masculino
Arrangement
Ordenação numérica específica para cada tipo de unidade de instalação (livros e maços).
Language of the material
Latim e Português
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

Relação de documentos vindos da Direcção-Geral dos Próprios Nacionais, em 14 de Maio de 1894 (letras L-V) (C 280) f. 68-74
Related material
Portugal, Torre do Tombo, Ministério das Finanças, cx. 2249, inv. n.º 351
Creation date
04/04/2011 00:00:00
Last modification
02/02/2017 13:27:31