1ª Conservatória do Registo Civil de Lisboa

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/RC/CRCLSB1
Title type
Atribuído
Date range
1911-01-04 Date is uncertain to 1985-12-31 Date is uncertain
Dimension and support
565 liv.; papel
Biography or history
O registro civil em Portugal é oficialmente instituído pelo "Código do Registo Civil" de 18 de fevereiro de 1911 (alguns meses antes da promulgação da Constituição portuguesa de 1911).

Em 20 de abril de 1911, a "Lei da Separação da Igreja do Estado" radicaliza o Estado laico e determinou que todos os registos paroquiais (baptismos, casamentos e óbitos) anteriores a 1911 gozassem de eficácia civil e fossem transferidos das respectivas paróquias para as recém-instituídas Conservatórias do Registo Civil. Essa era uma luta anterior que vinha desde que foi formada, em 1895, a Associação do Registo Civil, uma agremiação maçónica, apresentada pelos seus mentores como "um forte baluarte anticlerical e antirreligioso".

De forma geral, há hoje uma conservatória de registo civil em cada concelho português, sendo que nas cidades de Lisboa, Porto, Vila Nova de Gaia e Setúbal há onze, quatro, duas e duas conservatórias respectivamente. Em concelhos de pequena e média dimensão, as conservatórias também acumulam outras funções além do registo civil, como o registo predial (imóveis), comercial (pessoas jurídicas) e de veículos.

Em Lisboa está localizada a Conservatória dos Registos Centrais que é responsável pelos registos que envolvam cidadãos portugueses no estrangeiro e pela gestão de qualquer trâmite que diga respeito à nacionalidade portuguesa.
Acquisition information
Incorporação em 2017, proveniente da Conservatória do Registo Civil de Lisboa.
Scope and content
Contém livros de registos de nascimentos, casamentos e óbitos
Arrangement
Classificação funcional e ordenação cronológica
Other finding aid
DigitArq (base de dados de descrição arquivística)
Creation date
10/19/2017 3:44:30 PM
Last modification
12/13/2018 2:23:01 PM
Record not reviewed.