Colegiada de Nossa Senhora dos Prazeres de Aldeia Galega

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/CNSPAG
Title type
Atribuído
Date range
1328 Date is certain to 1692 Date is certain
Dimension and support
1 mç., 51 doc.; perg., papel
Biography or history
A Igreja Colegiada de Nossa Senhora dos Prazeres de Aldeia Galega da Merceana pertenceu ao arcediagado de Alenquer, e sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.

Foi designada por Igreja de Santa Maria de Aldeia Galega (1328, 1363, 1607), por Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres de Aldeia Galega da Merceana (1624, 1692).

Tinha uma ermida anexa cujo capelão e ermitão eram apresentados pelo prior e beneficiados da Igreja.
Custodial history
Em 1848, pela lei de 16 de Junho, e Instrução de 17 de Setembro, os bens e rendimentos da Colegiada foram aplicados para manutenção do Seminário Patriarcal de Santarém. Em 1849, pela Lei de 27 de Dezembro, Artº. 10º, os documentos foram guardados no cartório do Seminário em Santarém.

Em 1862, os documentos pertencentes aos cartórios das Colegiadas de Nossa Senhora dos Prazeres de Aldeia Galega da Merceana, de Nossa Senhora da Conceição de Triana e de Nossa Senhora dos Anjos de Vila Verde dos Francos, anteriores a 1600, depositados no Seminário de Santarém, foram mandados transferir e incorporar no Arquivo da Torre do Tombo, pelo Decreto de 2 de Outubro, Art.º 2.ª Repartição da Direcção Geral dos Negócios Eclesiásticos do Ministério dos Negócios Eclesiásticos e de Justiça, e pela Portaria do Ministério do Reino de 29 de Janeiro de 1864, sendo nomeado o oficial diplomático daquele Arquivo, Roberto Augusto da Costa Campos, para os coligir e receber. Estando os documentos misturados com os das restantes colegiadas, procedeu à sua ordenação e inventariação, coadjuvado por Rafael Eduardo de Azevedo Basto, amanuense da Torre do Tombo. A entrega feita pelo secretário do Seminário Patriarcal, Carlos Joaquim Martinho Calderon, e a incorporação ocorreram a 5 de Outubro de 1864, conforme atesta a relação assinada por Carlos Joaquim Martinho Calderon, Roberto Augusto da Costa Campos, Rafael Eduardo de Azevedo Basto.

Os documentos 46, 50 e 57 estavam destinados ao cartório da Igreja de Aldeia Galega da Merceana.

Faltam os documentos 1, 2 e 5.

No final da década de 1990, foi abandonada a arrumação geográfica por nome das localidades onde se situava a instituição eclesiástica, para adoptar a agregação dos fundos por diocese.
Acquisition information
Um lote de documentos foi adquirido em leilão, em data a determinar, conforme atesta a uma nota rubricada pela Dr.ª Maria do Carmo Dias Farinha, sem data onde se lê: "Lote de documentos [adquiridos em leilão] sem registo de entrada, que perfazem o número de 56 pela numeração das etiquetas que se encontram coladas a estes. Tem outra numeração a lápis azul, cujo último número é 58, faltando os números 1 e 2".
Scope and content
Contém cartas de escambo, de emprazamento, de aforamento, de venda, de obrigação, de doação, de arrendamento, de confirmação e aprovação de escritura, sentença, tirada de uns autos de agravo julgados pelo Juízo dos Feitos da Coroa, em que foram partes o provedor e irmãos da Misericórdia de Aldeia Galega da Merceana e o prior da Igreja da dita vila, cartas testemunháveis com o teor de cláusulas de testamento (doc. 50), com traslado do testamento de Pero Fernandes, clérigo de missa na Vila de Aldeia Galega a par da Merceana, referindo o Mosteiro do Mato da Ordem de São Jerónimo (doc. 46), com o teor de um tombo e medição dos bens deixados por Tomé Colaço, morador na Merceana, a seu irmão Pero Colaço, cónego da Igreja de Aldeia Galega, nomeado seu herdeiro e testamenteiro, com obrigação de missas, verba de testamento, instrumento de dote de casamento, certidão, certidões com verbas de testamento, carta de verba de disposição de testamento de João Esteves de Rabelo, sentença de dispensa matrimonial concedida em favor de bacharel Francisco Ferreira Pinheiro, do lugar de Paiol, e de Teodora Margarida, do lugar de Ruivos (1769), instrumentos de posse, de cláusula de testamento, de obrigação por aniversário, breves dos papas Urbano VIII, Inocêncio X, inquirição de testemunhas a pedido do prior e beneficiados da Igreja acerca do direito que tinham sobre a ermida anexa, na qual tinham balança, fazendo referência às esmolas das covagens e terrados da ermida, o tombo das propriedades da Igreja, os livros de receita e despesa da Confraria do Santíssimo Sacramento, e da fábrica da Igreja.

A documentação refere D. João, bispo de Lisboa, o doutor mestre Ulmedo pregador do rei, morador em Lisboa, fora da porta de Santa Catarina, junto às Chagas, Miguel Lacerda, Tomé Cabral de Távora, D. Manuel de Noronha, todos priores da Igreja da Vila de Aldeia Galega da Merceana, Afonso Perdigão escrivão dos órfãos, Tomé Pinheiro da Veiga, provedor dos órfãos e resíduos, contador da Fazenda com alçada na comarca e provedoria de Alenquer, o doutor Cristóvão Teixeira, desembargador e vigário geral no arcebispado de Lisboa, pelo arcebispo D. Fernando, Jerónimo Ferrão, provisor e vigário geral no arcebispado de Lisboa (1511), o doutor António Correia desembargador da Relação Eclesiástica, e vigário geral do Arcebispado (1625), doutor Gonçalo Peixoto da Silva, cónego prebendado da Sé de Lisboa, desembargador e chanceler da Relação Eclesiástica, juiz dos resíduos pelo deão e cabido sede vacante (1667), Dom António Bonifácio Coelho, presidente da Relação Eclesiástica, provisor e vigário geral do cardeal patriarca de Lisboa, juiz executor de bula de dispensa matrimonial (1769), António Nunes, Álvaro Velho, Isabel da Silva, Maria Gomes, Estácio Barbosa marido de Vicência Gomes, Luísa de Castro viúva de Paulo de Lamim, D. Maria Coutinho moradora na freguesia de Santo Estêvão de Alfama, a quem pertencia a Capela de Nossa Senhora da Graça na Igreja Matriz de Aldeia Galega da Merceana, (doc. 65 (1667)), as Confrarias do Santíssimo Sacramento de Aldeia Galega da Merceana, e de Nossa Senhora do Rosário.

Contém documento com vestígios de selo.

Guia de Fundos Eclesiásticos; Diocesanos - Lisboa - Alenquer
Arrangement
Ordenação numérica das unidades de instalação e dos documentos.
Access restrictions
Contém documentos retirados da consulta.
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

Relação dos documentos pertencentes aos cartórios das Colegiadas de Nossa Senhora dos Prazeres de Aldeia Galega da Merceana, de Nossa Senhora da Conceição de Triana e de Nossa Senhora dos Anjos de Vila Verde dos Francos que, em virtude do Decreto de 2 de Outubro de 1862, e da Portaria do Ministério do Reino, de 29 de Janeiro de 1864, foram transferidos do Seminário Patriarcal de Santarém para o Arquivo da Torre do Tombo, em 5 de Outubro de 1864 (C 422) f. 2-12.
Related material
Portugal, Torre do Tombo, Câmara Patriarcal de Lisboa, Processos de casamento, mç. 3081-3082.
Creation date
3/9/2011 12:00:00 AM
Last modification
5/22/2013 1:46:34 PM