Colegiada de Santo André de Mafra

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/CSAM
Title type
Atribuído
Date range
1498 Date is certain to 1597 Date is certain
Dimension and support
3 liv., 2 mç.; papel
Biography or history
A Igreja Colegiada de Santo André de Mafra pertenceu ao distrito eclesiástico de Lisboa e sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.
Custodial history
Em 1848, pela lei de 16 de Junho, e Instrução de 17 de Setembro, os bens e rendimentos da Colegiada foram aplicados para manutenção do Seminário Patriarcal de Lisboa. Em 1849, pela Lei de 27 de Dezembro, Artº. 10º, os documentos foram guardados no cartório do Seminário em Santarém.

Em 1862, os documentos anteriores a 1600, depositados no Seminário de Santarém, foram mandados transferir e incorporar no Arquivo da Torre do Tombo, pelo Decreto de 2 de Outubro, Art.º 2.ª Repartição da Direcção Geral dos Negócios Eclesiásticos do Ministério dos Negócios Eclesiásticos e de Justiça, e pela Portaria do Ministério do Reino de 29 de Janeiro de 1864, sendo nomeado o oficial diplomático daquele Arquivo, Roberto Augusto da Costa Campos, para os coligir e receber. Estando os documentos misturados com os das restantes colegiadas, procedeu à sua ordenação e inventariação, coadjuvado por Rafael Eduardo de Azevedo Basto, amanuense da Torre do Tombo. A entrega feita pelo secretário do Seminário Patriarcal, Carlos Joaquim Martinho Calderon, e a incorporação ocorreram a 5 de Outubro de 1864, conforme atesta a relação assinada por Carlos Joaquim Martinho Calderon, Roberto Augusto da Costa Campos, Rafael Eduardo de Azevedo Basto.

No final da década de 1990, foi abandonada a arrumação geográfica por nome das localidades onde se situava a instituição eclesiástica, para adoptar a agregação dos fundos por diocese.
Scope and content
Contém cartas de posse de bens, sentença, declaração, documentos relativos a bens na Ribeira da Vidigueira termo de Mafra, documentos relativos aos capítulos da visitação, à eleição dos oficiais da Igreja e a outros diversos objectos, carta testemunhável com o traslado de uma provisão que manda passar as missas a trinta reis, carta testemunhável com o traslado de uma verba do testamento de Pero Fernandes, traslado da carta régia em que isenta as pessoas eclesiásticas de pagarem quaisquer direitos, verba de testamento de Maria Anes, Branca Nunes, João Alves, Gonçalo Rodrigues, verba de codicilo de Beatriz Alvares, licença de D. Fernando, arcebispo de Lisboa, para que a clerezia de Mafra possa sair em procissão com cruz e água benta sobre as vinhas e mondados, por causa dos bichos que as destruíam, inventário de diversos objectos pertencentes à Igreja de Santo André de Mafra, que se entregaram ao tesoureiro da dita Igreja, o livro onde estavam encadernados e registados diferentes verbas de testamento, emprazamentos, escambos e outros contratos relativos a propriedades pertencentes à igreja, o livro da visitação da igreja.

A documentação refere Monte Judel, a Igreja de Santo Isidoro, João de Sousa, Leonel de Sousa, Manuel Dias.

Guia de Fundos Eclesiásticos; Diocesanos - Lisboa - Mafra
Arrangement
Ordenação numérica específica para cada tipo de unidade de instalação (livros e maços).
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

Relação dos documentos pertencentes ao cartório da Colegiada de Santa André de Mafra que, em virtude do Decreto de 2 de Outubro de 1862, e da Portaria do Ministério do Reino, de 29 de Janeiro de 1864, foram transferidos do Seminário Patriarcal de Santarém para o Arquivo da Torre do Tombo, em 5 de Outubro de 1864 (C 419).
Creation date
3/30/2011 12:00:00 AM
Last modification
5/22/2013 1:47:28 PM