Mosteiro de São Gonçalo de Amarante

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/MSGA
Title type
Atribuído
Date range
1821 Date is certain to 1833 Date is certain
Dimension and support
1 liv.; papel
Biography or history
O Mosteiro de São Gonçalo de Amarante era masculino, e pertencia à Ordem dos Pregadores (Dominicanos).

Em 1540, foi fundado por iniciativa de Frei Jerónimo de Padilha, no local onde já existia uma ermida em honra de São Gonçalo, que morrera em Amarante por volta do ano de 1260. O lançamento da primeira pedra feito a 2 de Maio de 1543, coube a Frei João de Ledesma.

Em 1544, o cardeal D. Henrique fez doação da igreja de São Gonçalo ao Convento de São Domingos.

Associado à figura de São Gonçalo, pregador conhecido que no século XIII construiu uma ermida no local da actual cidade, o Convento veio a transformar-se num dos centros de peregrinação mais importantes da diocese.

Desde os primeiros tempos, os Mosteiros de Salvador do Freixo e São Martinho de Mancelos de Cónegos Regulares de Santo Agostinho, foram anexados ao Convento de São Gonçalo de Amarante. O Mosteiro de São Martinho de Mancelos foi anexado à Ordem dos Pregadores que passou a receber metade dos seus dízimos. Os mosteiros anexados vieram a constituir uma vigararia.

Para as obras de construção do edifício e da nova igreja, que se prologaram desde o reinado de D. João III ao de D. Filipe I, foi decisivo o apoio régio e de Frei Bartolomeu dos Mártires, arcebispo de Braga. Nas obras destacaram-se mestres e arquitectos como João Lopes o Velho, Julián Romero e Mateus Lopes. O novo edifício substituiu o pequeno santuário medieval.

Em 1551, a 24 de Abril, o Papa Júlio III permitiu o culto a São Gonçalo.

Em 1558, o convento foi elevado a priorado.

Em 1561, São Gonçalo é beatificado pelo Papa Pio IV.

Em 1581, deu-se início à construção da nova igreja.

Em 1671, o Papa Clemente X declarou que o ofício e a missa dedicada a São Gonçalo devem ser aplicados em toda a Ordem dos Pregadores

Em 1833, o mosteiro foi secularizado.

Em 1834, no âmbito da "Reforma geral eclesiástica" empreendida pelo Ministro e Secretário de Estado, Joaquim António de Aguiar, executada pela Comissão da Reforma Geral do Clero (1833-1837), pelo Decreto de 30 de Maio, foram extintos todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e casas de religiosos de todas as ordens religiosas, ficando as de religiosas, sujeitas aos respectivos bispos, até à morte da última freira, data do encerramento definitivo.

Os bens foram incorporados nos Próprios da Fazenda Nacional.

Localização / Freguesia: São Gonçalo (Amarante, Porto)
Custodial history
Em 1912, a documentação, que se encontrava na Biblioteca Nacional, foi enviada pela Inspecção das Bibliotecas e Arquivos para a Torre do Tombo.

No final da década de 1990, foi abandonada a arrumação geográfica por nome das localidades onde se situavam os conventos ou mosteiros, para adoptar a agregação dos fundos por ordens religiosas.
Scope and content
Contém um livro de registo de obrigações de missas que inclui as descargas do respectivo cumprimento.

Fundos Eclesiásticos; Ordem dos Pregadores; Masculino
Arrangement
Ordenação numérica das unidades de instalação (livro).
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - Ordem dos Pregadores - Mosteiro de São Gonçalo de Amarante: catálogo. [documento electrónico em linha]. Lisboa: ANTT, 2020. Acessível na Torre do Tombo, Instrumentos de descrição, L 772. Disponível no Sítio Web da Torre do Tombo em .

Inventário dos cartórios recolhidos da Biblioteca Nacional, em 1912 (L 283) f. 7.
Related material
Portugal, Arquivo Distrital do Porto, Convento de São Gonçalo - Amarante

Portugal, Arquivo Distrital de Braga.

Portugal, Biblioteca Municipal de Amarante.

Portugal, Torre do Tombo, Ministério das Finanças, cx. 2195, inv. n.º 23.
Publication notes
"Ordens religiosas em Portugal: das origens a Trento: guia histórico". Dir. Bernardo de Vasconcelos e Sousa. Lisboa: Livros Horizonte, 2005. ISBN 972-24-1433-X. p. 390-391.
Creation date
4/6/2011 12:00:00 AM
Last modification
3/13/2020 12:02:42 PM