Maço 1

Description level
Instalation unit Instalation unit
Reference code
PT/TT/SEL/M01
Title type
Formal
Date range
1790 Date is certain to 1911 Date is certain
Dimension and support
1 mç.; papel
Scope and content
Contém o registo de hipoteca de prédios rústicos e urbanos, de D. Maria Faustina Soares Dinis Castro Lobo, devedora ao Seminário.

"Artigos adicionais ao regulamento policial deste estabelecimento": Seminário Episcopal de Lamego, cujos estatutos destinados aos seminaristas são assinados por Plácido Augusto de Moura e Vasconcelos, abade e vice-reitor, incluem no artº 2 a obrigação dos seminaristas logo que são despertados por um deles, escolhido para o efeito, de se levantarem imediatamente, fazendo o sinal da cruz e rezando ao "Angelus Domini" e as três Ave-Marias em louvor da Santíssima Imaculada Conceição de Nossa Senhora, e a invocação dos doces nomes dos três Padroeiros da casa : Jesus, Maria, e Ana [?]"; recibos do pagamento das décimas dos juros passados pelo vice-reitor administrador do Seminário; recibo do pagamento de 30 missas na Capela de São Nicolau pelo instituidor; factura da Casa de Modas e Confecções de Miguel Coelho da Silva & Filho, situada no Largo do Rossio de lamego, relativa à compra de um artigo para o Seminário; factura passada pelo administrador do Seminário da quantia ou custas relativas a causas entre particulares, e pagas a Francisco de Brito Freire de Gusmão; registo de certidões de missas celebradas na capela do Seminário de Lamego, por intenção do bispo D. Manuel de Noronha, passadas pelos sacerdotes: Bernardo Joaquim Teixeira de Vasconcelos, Justino Augusto de Freitas, João César Augusto de Lacerda; declaração de Francisco de Brito Freire de Gusmão, em como recebeu do Seminário Episcopal de Lamego, seiscentos e vinte réis da pública-forma da procuração, anexa ao inventário orfanológico a correr nesse juízo e cartório do escrivão Valentim Duarte Cerdeira, por óbito de D. Rosa de Mesquita do Couto Zagalo, sendo cabeça de casal o viúvo.

Documentos sobre a causa de agravo entre o reitor e Colegiada de Santa Maria de Almacave, e Bento Carreira de Medelo: recibo das custas da condenação de Pento Pereira pelo Acórdão da Relação de 12 de Outubro de 1842 pagas ao reitor e Colegiada de Almacave; recibos assinados por José Maria Monteiro relativos à quantia recebida para despesa das causas da Colegiada de Almacave, datados do Porto, em 1842 e 1843; recibo assinado por José Maria Monteiro em como recebeu 960 réis em metal de José Pinto e enviados pelo padre João da Piedade Ferreira para as despesas das causas da Colegiada de Santa Maria de Almacave, Porto, 4 de Março de 1844; recibo assinado por José António Cardoso em como recebeu 480 réis do padre João da Piedade Ferreira, destinados às obras do Adro, Lamego, 17 de Janeiro de 1844; carta de D. Emília de Noronha, devedora, dirigida a um destinatário não identificado, sobre a visita do doutor Joaquim Peito a sua casa, acerca do ajuste de contas; portaria régia, remetida da Repartição dos Negócios Eclesiásticos, para se entregar o rendimento que compete da Colegiada de Almacave ao beneficiado Caetano José Rebelo, e entregar o remanescente à Junta da Paróquia para despesas do culto e obras, datada de Paço das Necessidades, 22 de Maio de 1838, assinado por Manuel Duarte Leitão.

Pública-forma: de renovação de hipoteca de Francisco de Moura Coutinho, de dívidas contraídas por seu pai, António José de Queirós Coutinho, falecido, à Capela de São Nicolau, administrada pelo reverendo José Rebelo e Sousa, cónego prebendado na Sé de Lamego (inclui averbamentos datados de 1852, e de 1864 da renovação da hipoteca registada no Livro de hipotecas em 1839); do registo de obrigação de dívida de dinheiro a juro, da hipoteca de prédios rústicos dos devedores António Caetano Soeiro e sua mulher Maria Antónia de Jesus; requerimentos e certidões de inscrição de prédios rústicos na matriz predial; do registo de dinheiro de um empréstimo a juros de uma hipoteca, para edificação de uma casa, de Maria Vitória, viúva (feita pelo tabelião António Correia da Rocha e Meneses em 1851); do registo de renovação de dívida da hipoteca de António de Sousa Frade, do lugar de Valonguinho, freguesia de Santa Maria de Barrô, feita a Francisco Stanislau Pinto de Carvalho, administrador dos fundos e rendas do Seminário de Lamego, pelo tabelião, António Correia da Rocha e Meneses, em 1851; do registo de renovação de dívida da hipoteca da Quinta da Bogalheira, na freguesia de Cambres - que parte com a estrada pública que vai de Lamego papa a Régua pelo nascente -, que Manuel Nunes comprou a Francisco Soeiro, feita ao Seminário, pelo tabelião António Correia da Rocha e Meneses, em 1850; do registo de renovação de dívida da hipoteca de todos os bens móveis e de raiz de Manuel Ferreira Novo e de sua mulher Teresa Esperança, moradores no lugar de Moura Morta, do julgado de Castro Daire; do registo de obrigação e confissão de dívida de dinheiro a juro da hipoteca, de Manuel José Rodrigues de Bastos e de sua mulher D. Maria Cândida dos Remédios, da rua da Seara em Lamego, feita ao Seminário; do registo de renovação, obrigação e confissão de dívida a juro da hipoteca de João Correia, do lugar de Palhais; do registo do contrato de compra e venda, de uma morada de casas, na rua de Almedina e freguesia de Almacave, de natureza de prazo, foreira à extinta Colegiada de Almacave e pertencente ao Seminário, em que são vendedores Agostinho da Fonseca e sua mulher Ana Rosa, e comprador Joaquim Pinto de Sousa Coutinho, passada pelo tabelião José Benedito Gonçalves Júnior, em Lamego de 1892.

Formulários de procuração da Administração do Seminário de Lamego, em nome de "Plácido Augusto de Moura e Vasconcelos, vice-reitor, legalmente constituído administrador do Seminário Episcopal de Jesus Maria Ana desta cidade e Diocese de Lamego" (2 exemplares parcialmente impressos, na tipografia União, Lamego, em 1880).

Despesa (juizamentos e festividades) do Seminário de Lamego: pagamentos (mandados e recibos) feitos a Carlota Augusta de Carvalho, pela execução de várias tarefas domésticas, nomeadamente, lavar roupa da capela, passar -, entre outros documentos assinados pelo vice-reitor Padre Luís Pereira da Silva Neves.

Lista de casas foreiras, com a indicação dos nomes, moradas, e quantia paga pelos foreiros, contém dentro, duas certidões passadas pelo conservador privativo do Registo Predial na Comarca de Lamego: uma da hipoteca de prédios rústicos, situados no Vale de Macieira, limite de Balsemão, passada a Joaquim António de Carvalho e a sua mulher Ana dos Remédios, devedores do Seminário, nesta certidão, consta que num dos diários existentes na suprimida Conservatória do Concelho de Lamego, em 16 de Março de 1870, foi registada uma certidão, passada pelo escrivão da Câmara Eclesiástica da cidade e bispado de Lamego, António Coelho Dinis, presbítero secular, em 27 de Março de 1871, sobre a incorporação dos bens, rendimentos, direitos e acções pertencentes à extinta Colegiada de Santa Maria de Almacave, no Seminário Episcopal de Jesus, Maria e Ana (assinada pelo conservador privativo Francisco Moreira da Fonseca, Lamego, em 3 de Abril de 1871). Certidão de hipoteca de prédio urbano e rústico passada a Jerónimo dos Santos, devedor do Seminário, em 1871.

Sentença de execução da penhora de bens de dívidas de juros referentes a hipoteca de bens de Manuel Teixeira Ferruge, do lugar de Porto de Reis, concelho de São Martinho de Mouros, devedor do Seminário de Jesus, Maria e Ana de Lamego. Contém em anexo outros documentos sobre o mesmo assunto.

Documentos relativos à Quinta da Pedriça, situada em Barca de Alva, freguesia de Escalhão, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, desde o ano de 1790 até 1871: certidão do emprazamento da quinta feito pelo Seminário de Jesus, Maria e Ana, senhorio directo do dito prazo, ao doutor Francisco Maria da Guerra Bordalo, juiz de Direito da comarca de Vila Real, e a sua mulher D. Maria Carlota da Silva Bordalo, moradores em Vila Real, passada pelo tabelião da comarca de Lamego, João Martins Pita, cavaleiro da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa [?]; relatório e parecer do Dr. João Maria Mergulhão relativamente ao emprazamento da Quinta da Pedriça, constituído por duas cartas de João Maria Mergulhão Neves Cabral acerca da questão do Doutor Bordalo, e dando o seu parecer e informação a destinatário não identificado, sobre os vários foreiros que teve a quinta ao longo dos anos, inclusive a Fazenda Nacional, datadas de S. Romão, 4 de Fevereiro de 1869; registo de renovação de prazo da Quinta da Pedriça, feita pelo Seminário ao bacharel Francisco Maria da Guerra Bordalo, de Escalhão, em 1854; requerimento de Francisco Maria da Guerra Bordalo, enfiteuta da Quinta da Pedriça - onde na casa estão as instalações do quartel do destacamento militar de Infantaria Nº 9 da Alfândega de Barca de Alva, para prestar apoio ao director da Alfândega do Porto -, a solicitar ao Governo autorização para vender a casa da quinta e terrenos, datado do Peso da Régua, a 28 de Dezembro de 1861. Contém em anexo dois ofícios emitidos pelo general comandante da mesma divisão, e pelo tenente. Entre outras escrituras de prazo sobre os mesmos bens, correspondência, portarias régias. Inclui uma lista de todos os documentos que foram remetidos ao Dr. Mergulhão, num total de 15.
Arrangement
Documentos sem ordenação.
Physical location
Seminário Episcopal de Jesus, Maria e Ana de Lamego, mç. 1
Language of the material
Português
Creation date
7/29/2008 12:00:00 AM
Last modification
5/6/2019 11:12:40 AM
Record not reviewed.