Colegiada de Santiago e São Martinho de Lisboa

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/CSSML
Title type
Atribuído
Date range
1307 Date is certain to 1609 Date is certain
Dimension and support
2 mç.; perg., papel
Biography or history
A Igreja Colegiada de Santiago e São Martinho de Lisboa pertenceu ao distrito eclesiástico de Lisboa e sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.
Custodial history
Em 1848, pela lei de 16 de Junho, e Instrução de 17 de Setembro, os bens e rendimentos da Colegiada foram aplicados para manutenção do Seminário Patriarcal de Santarém. Em 1849, pela Lei de 27 de Dezembro, Artº. 10º, os documentos foram guardados no cartório do Seminário em Santarém.

Em 1862, os documentos anteriores a 1600, depositados no Seminário de Santarém, foram mandados transferir e incorporar no Arquivo da Torre do Tombo, pelo Decreto de 2 de Outubro, Art.º 2.ª Repartição da Direcção Geral dos Negócios Eclesiásticos do Ministério dos Negócios Eclesiásticos e de Justiça, e pela Portaria do Ministério do Reino de 29 de Janeiro de 1864, sendo nomeado o oficial diplomático daquele Arquivo, Roberto Augusto da Costa Campos, para os coligir e receber. Estando os documentos misturados com os das restantes colegiadas, procedeu à sua ordenação e inventariação, coadjuvado por Rafael Eduardo de Azevedo Basto, amanuense da Torre do Tombo. A entrega feita pelo Secretário do Seminário Patriarcal, Carlos Joaquim Martinho Calderon, e a incorporação ocorreram a 5 de Outubro de 1864, conforme atesta a relação assinada por Carlos Joaquim Martinho Calderon, secretário do Seminário Patriarcal, por Roberto Augusto da Costa Campos, Rafael Eduardo de Azevedo Basto.

No final da década de 1990, foi abandonada a arrumação geográfica por nome das localidades onde se situava a instituição eclesiástica, para adoptar a agregação dos fundos por diocese.
Scope and content
Contém cartas de sentença e emprazamento, de posse, de encampação, de composição, prazos, documentos relativos ao limite da igreja, a despesa com retábulo, a aniversários por alma, à instituição da capela de Gonçalo Vaz de Castelo Branco, documentos de transacção, de obrigação para alumiar o Santíssimo Sacramento do Hospital dos Castelhanos de São Filipe, provisão, hipoteca, mandado, registo do inventário da fábrica e ornamentos da igreja, declaração de apresentação em benefícios, autorização para cobrar obrigações de capela, testamento de Miguel Anes.

Inclui também uma bula de Pio II concedendo ao comendador André Gonçalves autorização para ter uma igreja juntamente com a comenda, ainda que fosse do padroado real, protesto do prior de São Martinho relativo à limitação da igreja. Instrumento onde consta que o prior de São Martinho mandou fazer a custódia da Igreja de Alverca à custa dos fregueses. Alverca.

Guia de Fundos Eclesiásticos; Diocesanos - Lisboa
Arrangement
Ordenação numérica das unidades de instalação (maços).
Access restrictions
Contém documentos retirados da consulta.
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

Relação de documentos pertencentes às Colegiadas de Santiago e São Martinho que, em virtude do Decreto de 2 de Outubro de 1862, e da Portaria do Ministério do Reino, de 29 de Janeiro de 1864, foram transferidos do Seminário Patriarcal de Santarém para o Arquivo da Torre do Tombo, em 5 de Outubro de 1864 (C 343).
Related material
Portugal, Arquivo Histórico do Tribunal de Contas, Processos especiais, primeira série.

Portugal, Torre do Tombo, Casa das Rainhas.

Portugal, Torre do Tombo, Chancelarias régias, Chancelaria D. Fernando, liv. 29.

Portugal, Torre do Tombo, Câmara Eclesiástica de Lisboa, mç. 1826.

Portugal, Torre do Tombo, Gavetas, Gav. 19, mç. 5, doc. 10.
Creation date
3/7/2011 12:00:00 AM
Last modification
7/9/2013 1:44:29 PM