Mosteiro de São Paulo de Elvas

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/MSPE
Title type
Atribuído
Descriptive dates
1567-[1834?]
Dimension and support
24 liv., 3 mç.; perg., papel
Biography or history
O Mosteiro de São Paulo de Elvas era masculino, e pertencia à Ordem dos Eremitas de São Paulo, Primeiro Eremita.

Também era conhecido por Mosteiro de Nossa Senhora dos Remédios.

Foi fundado sobre eremitério situado no termo de Elvas, no lugar chamado de Rio Torto, doado a João Lopes e Lourenço Mateus, "pobres Ermitãos", em 1380.

Em 1466, consta da lista das casas sujeitas à Serra de Ossa.

Em 1593, o primitivo edifício conventual foi abandonado, transitando a comunidade para junto da ermida de São Sebastião e, já em 1603, para o interior da vila.

A este cenóbio foram anexadas as rendas da provença da Espadaneira, extinta em finais do séc. XVI.

Em 1834, no âmbito da "Reforma geral eclesiástica" empreendida pelo Ministro e Secretário de Estado, Joaquim António de Aguiar, executada pela Comissão da Reforma Geral do Clero (1833-1837), pelo Decreto de 30 de Maio, foram extintos todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e casas de religiosos de todas as ordens religiosas, ficando as de religiosas, sujeitas aos respectivos bispos, até à morte da última freira, data do encerramento definitivo.

Os bens foram incorporados nos Próprios da Fazenda Nacional.
Custodial history
Em 1912, a documentação, que se encontrava na Biblioteca Nacional, foi enviada pela Inspecção das Bibliotecas e Arquivos para a Torre do Tombo.

Não é ainda conhecida a história custodial da restante documentação.

Em 1990, sob orientação da Dr.ª Maria José Mexia Bigote Chorão, alguns documentos deste fundo foram nele integrados, depois de ter sido identificada a sua proveniência, e retirados da colecção Documentação de conventos por identificar, cx. 14, conforme apontamento existente na caixa.

No final da década de 1990, foi abandonada a arrumação geográfica por nome das localidades onde se situavam os conventos ou mosteiros, para adoptar a agregação dos fundos por ordens religiosas.
Scope and content
Contém um testamento e uma carta de quitação, cartas decretos, patentes dos reitores gerais da ordem e outros diplomas régios, Livros de actos e termos de profissões, livros da receita da capela da Santíssima Trindade e sacristia da igreja do convento, livros da receita e despesa da capela do Senhor dos Aflitos, de entradas e saídas dos géneros, de foros, de rendas e juros de empréstimos, de missas de corpo presente, de obrigações de missas e rendimentos a elas consignados, de trinitários e outros sufrágios celebrados na igreja do convento, de lançamentos de verbas de quitação, de obrigações de missas de cujo cumprimento toma a Provedoria da Comarca, inventários dos objectos existentes na igreja e no convento, livros de memórias de bens e rendimentos, de receita e despesa geral do convento e livros de termos das resoluções tomadas em conselho.

Fundos Eclesiásticos; Ordem dos Eremitas de São Paulo, Primeiro Eremita
Arrangement
Ordenação numérica específica para cada tipo de unidade de instalação (livros e maços).
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

Inventário dos cartórios recolhidos da Biblioteca Nacional, em 1912 (L 283) f. 72-74. Descreve 24 livros.
Related material
Portugal, Arquivo Distrital de Portalegre, Convento de São Paulo de Elvas

Portugal, Biblioteca Pública de Évora.

Portugal, Torre do Tombo, Ministério das Finanças, cx. 2213, inv. nº 135
Publication notes
"Ordens religiosas em Portugal: das origens a Trento: guia histórico". Dir. Bernardo de Vasconcelos e Sousa. Lisboa: Livros Horizonte, 2005. ISBN 972-24-1433-X. p.138.
Creation date
4/4/2011 12:00:00 AM
Last modification
1/7/2020 9:45:17 AM