Livro P 2 - Porto (Curiosidades)

Description level
Instalation unit Instalation unit
Reference code
PT/TT/CABT/0113
Title type
Atribuído
Date range
1431-04-06 Date is certain to 1777-10-03 Date is certain
Dimension and support
1 cx. (15 doc.); papel
Custodial history
A segunda parte do Arquivo da Casa de Abrantes vendida pelo Marquês do mesmo nome ao Professor Doutor António Augusto Gonçalves Rodrigues, e por este proposto para venda ao Estado Português, teve um processo de aquisição iniciado em 1981, com a decisão do seu inventário, o que aconteceu por Despacho do Secretário de Estado da Cultura, datado de 11 de março de 1982, nos termos dos artigos 1.º e 2.º do Decreto-Lei n.º 38 906, de 10 de setembro de 1952. Foi realizado pelas licenciadas Maria Teresa Cardoso do I.P.P.C. e Maria José Leal do ANTT, descreveu 833 documentos, dos quais 212 eram pergaminhos, estava concluído em 10 de setembro de 1982, e destinado a ser publicado em Diário da República. Da introdução do inventário retira-se "Organização existente - Os documentos encontravam-se arquivados em caixas classificadas de origem com a designação de livros, havendo também cadernos e livros. Dentro das caixas a documentação está contida em capilhas. Forma de tratamento das espécies - Manteve-se a ordem encontrada, atribuindo-se às capilhas um número sequencial que englobou também os livros e cadernos. Exceptua-se o caso da correspondência que foi agrupada por remetentes e destinatários, sem se deslocar, no entanto das caixas em que se encontrava. Todos os documentos foram identificados e sumariados. Inventário - Os documentos são descritos por ordem topográfica refletindo assim a organização existente. Omitiram-se os títulos das caixas que nem sempre correspondem rigorosamente ao conteúdo. [...] Faltas - Foram encontradas várias capilhas com sumários de documentos não contidos nas mesmas. As caixas não têm uma sequência rigorosa havendo falhas na ordem alfabética e na ordem numérica [...] Livros A, D, M, O, P, T."

O Proprietário informou, em outubro, ter encontrado uns livros que pertenciam ao mesmo espólio e que não tinham sido catalogados. Estes não fazem parte da aquisição feita em 1995, registada a 24 de fevereiro, pelo ANTT, de 28 livros e de 27 dossiês ao Professor Gonçalves Rodrigues.

Em 2018, no âmbito do tratamento arquivístico realizado, para melhor controlo da dimensão, as caixas receberam um número sequencial ao das caixas do fundo Casa de Abrantes. Os documentos mantiveram a cota atribuída pelas licenciadas Maria Teresa Cardoso do I.P.P.C. e Maria José Leal do ANTT, tal como consta no inventário que ambas realizaram. O documento 676 não se encontra na pasta. No citado inventário, os documentos 49, 50, 51 estavam incluídos na sequência numérica dos documentos do Livro " A – 3 - Alentejo e Silveiras (Antiguidades)"; o documento 58 estava incluído na sequência numérica dos documentos do Livro "D – 1 - Dotes"; os documentos 164, 165, 166 estavam incluídos na sequência numérica dos documentos do Livro "M – 3 - Silveiras (Condes de Sortelha)"; o documento 325 estava incluído na sequência numérica dos documentos do Livro "M – 10 – Góis (Antiguidades)"; o documento 681 estava deslocado na última pasta sem número da aquisição de 1995. No âmbito do tratamento arquivístico realizado em 2018, foi integrado no Livro “P – 2 – Porto (Curiosidades)” de acordo com o inventário de 10 de setembro de 1982. Os restantes pertencem à presente pasta. Os documentos 49 a 678, 683 e 686 apresentam o número escrito a lápis. Os documentos 681 e 823 apresentavam mecha verde. O documento 823-A não apresentava mecha nem número escrito a lápis.
Scope and content
Documentos relativos a doações feitas a Diogo da Silveira, Conde de Sortelha, à contenda havida entre D. Diogo da Silveira e seu irmão, D. Simão da Silveira, à transmissão dos bens por ocasião da doação régia a D. Luís da Silveira por falecimento de D. Diogo da Silveira, ao casamento de D. Francisco de Vasconcelos com D. Ana de Vasconcelos de Meneses, a D. Diogo da Silveira e ao hospital na vila de Góis, ao privilégio de Vedor da Fazenda concedido ao conde D. Diogo da Silveira, à renunciação de terras e maninhos a favor de D. Luís da Silveira, ao aforamento de certos bens no termo de Tavira pertencentes ao Morgado de Góis, à mercê que fez o Cardeal D. Henrique a Francisco Rodrigues de Sá e Meneses da capitania da cidade do Porto e seu termo, à mercê dada a D. Francisco de Sá e Meneses, Conde de Matosinhos da capitania da fortaleza de São João da Foz no Porto, à certidão da doação de D. Felipe II feita ao Conde de Penaguião, da terra do Concelho de Gondomar requerida pelos Administradores da Casa do Conde de Vila Nova, ao traslado do tombo da capela que ordenaram João Primeiro e Constança Domingues, em Santa Cruz de Coimbra, à mercê da terra de São Gião e Penalva, passada a D. Branca da Silveira.
Physical location
Casa de Abrantes, cx. 113, doc. 49, 50, 51, 58, 164, 165, 166, 325, 677, 678, 683, 686, 823, 823-A
Language of the material
Português
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.
Creation date
8/30/2018 5:00:47 PM
Last modification
3/14/2019 5:46:58 PM