A Álvaro da Guarda, escudeiro, foi dada carta de perdão, a pedido do suplicante, que "enviou dizer que ele fora preso por um feito crime na prisão da nossa cidade de Évora e assim andava à solta.

Description level
Item Item
Reference code
PT/TT/CHR/K/29/105-390
Title type
Formal
Date range
1498-06-09 Date is certain to 1498-06-09 Date is certain
Dimension and support
28 linhas
Extents
28 Livros
Scope and content
E depois de ter fugido mandara os ferros ao carcereiro". E como Álvaro da Guarda tinha um passe que a Rainha D. Leonor lhe dera por D. Manuel estar ausente, tudo lhe foi perdoado, contanto que ele pagasse 1.000 reais para as despesas da Relação. Ele logo pagou os ditos dinheiros a Francisco Dias, ... conforme "um seu assinado e por outro de Gomes Eanes, escrivão por João do Porto, ..." El-rei e Príncipe o mandou pelos doutores Fernão Ruiz, deão de Coimbra e do seu conselho, e Gonçalo de Azevedo, ambos seus desembargadores do paço. Francisco Dias a fez.
Physical location
Chancelaria de D. Manuel I, liv. 29, fl. 105
Creation date
2/8/2008 12:00:00 AM
Last modification
4/29/2011 9:50:00 PM
Record not reviewed.