A Pero Lopes, morador em Paradela, termo da vila de Mogadoiro, foi dada carta de perdão, a pedido do suplicante, que enviou dizer que ele furtara um couro de uma vaca a um bom cristão que se chamava Nuno Roiz, o qual valeria 150 reais e bem assim tirara mel e cera de duas colmeias de um Martim Giraldes que valeria 30 reais, pelo qure se amorara.

Description level
Item Item
Reference code
PT/TT/CHR/K/29/108-401
Title type
Formal
Date range
1498-07-17 Date is certain to 1498-07-17 Date is certain
Dimension and support
25 linhas
Extents
25 Livros
Scope and content
Mas Nuno Roiz e Martim Giraldes perdoaram-no, por dois instrumentos públicos que pareciam ser feitos e assinados por Tristão de Cepeda, tabelião em a dita vila de Mogadoiro. S . um deles aos 20 dias do mês de Maio, e o outro aos 24 dias do dito mês de Maio do ano de 1498. Assim, pedia ao rei que o perdoasse também, o que aconteceu, contanto que ele pagasse 200 reais para a Piedade, que logo pagou a D. Francisco, Bispo de Fez, esmoler, como se comprova por um seu assinado e por outro de Marcos Esteves... El-rei e Principe o mandou pelos doutores Fernão Roiz, deão de Coimbra, do seu conselho e Gonçalo de Azevedo, do seu desembargo, ambos seus desembargadores do Paço. Francisco Dias a fez.
Physical location
Chancelaria de D. Manuel I, liv. 29, fl. 108
Creation date
2/8/2008 12:00:00 AM
Last modification
4/29/2011 9:50:00 PM
Record not reviewed.