Morgado de São Paio de Guimarães e da Torre da Marca do Porto

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/MSPG
Date range
1770 Date is certain to 1785 Date is certain
Dimension and support
1 liv.; papel
Biography or history
Numa escritura datada de 1312 surge referenciado Martim Docem, cavaleiro nobre de origem aragonesa radicado no Porto, que teria entrado em Portugal integrando o séquito da Rainha Santa Isabel.

O seu filho Pedro Docem, ou Pêro do Sem, foi cavaleiro, e durante o reinado de D. Afonso IV, exerceu as funções de ouvidor (nomeado em 1327) e, posteriormente, de chanceler-mor. A ele se deve a construção da Torre da Marca, na Quinta da Boavista, por volta dos anos de 1336 a 1341.

Sucedeu-lhe João Docem.

Sucedeu-lhe seu filho Gil Docem, doutor e jurisconsulto, do Conselho de D. João I, ao lado de quem batalhou em Aljubarrota, e foi nomeado desembargador-mor do reino, após a morte de João das Regras.

Sucedeu-lhe seu filho Martim Docem, doutor e embaixador de D. João I em Castela e em Inglaterra, foi armado cavaleiro pelo então Príncipe D. Duarte, e alcaide-mor de Estremoz.

De Martim Docem foi herdeiro o seu sobrinho João Docem, doutor, do conselho de D. Afonso V como chanceler-mor.

Seguiu-se-lhe António Docem, também do conselho de D. Afonso V, D. João II e D. Manuel I e participou na Batalha de Toro.

Por escritura de 26 de Fevereiro de 1492, a Quinta da Boavista com a sua Torre da Marca foi vendida a João Sanches, fidalgo de Castela, casado com Isabel Brandoa, pais do Dr. António Sanches Brandão e de Rui Brandão Sanches.

As seguintes gerações dos Brandões, fidalgos da Casa Real, recebem por casamento o património da Quinta de Carvalho de Arca (junto a Guimarães) e a Torre dos Coelheiros (em Évora) e a Honra de Farelães (no termo de Barcelos).

Em 4 de Abril de 1743 nasceu Luís Brandão de Melo Pereira de Lacerda, viveu na Torre da Marca. Ordenou a edificação da actual residência, sobre cujo portal de entrada é mais tarde colocado o brasão de armas, um escudo esquartelado de Brandões, Meneses (de Cantanhede), Portugal e Melos e enci¬mado por um coronel de Marquês.

Foi seu primogénito e sucessor José Maria Brandão de Melo Cogominho Correia Pereira de Lacerda, que casou em 1814 com D. Maria Emília Correia de Sá, filha herdeira de Sebastião Correia de Sá, 1.º Conde e 1.º Marquês de Terena e 1.º Visconde de São Gil de Perre. Também estes títulos transitaram para os Brandões da Torre da Marca.

Tiveram como filho Luís Brandão de Melo Cogominho Correia de Sá Pereira e Figueiroa, 10.º Senhor do vínculo da Torre da Marca, 20.º do da Torre dos Coelheiros, 15.º da Honra de Farelães, 8.º do Morgado de São Paio e Carvalho de Arca de Guimarães, par do Reino e continuador dos títulos nobiliárquicos maternos: foi o 3.° Conde e o 2.° marquês de Terena. Casou com D. Maria Ana de Sousa Holstein, filha dos 1.ºs Duques de Palmela.

Os 2.ºs Marqueses de Terena têm apenas a D. Eugénia Maria Filomena Brandão de Melo Cogominho Correia de Sá Pereira de Lacerda do Lago Bezerra e Figueiroa que se consorcia com o seu tio, o 1.º Marquês de Monfalim, D. Filipe Maria José Pedro Estevão Evangelista Francisco Sales Xavier de Assis de Borja de Paula de Sousa Holstein. É uma união sem descendência.
Custodial history
Em 2010, a 14 de Dezembro foi adquirido por compra em leilão de Pedro de Azevedo, Leiloeiro, Livreiro (lote 541).

Em 2014, foi identificado o documento e constituído o fundo.
Scope and content
Contém apenas um livro de registo e inventário das propriedades que pertenceram a Luís Rodrigo Brandão Pereira de Lacerda e Melo, senhor do morgado e padroado de São Paio de Guimarães.
Arrangement
Ordenação numérica específica para cada tipo de unidade de instalação.
Other finding aid
ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Lisboa: ANTT, 2000- . Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência da Torre do Tombo. Em actualização permanente.

ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO - Morgado de São Paio de Guimarães e da Torre da Marca do Porto: catálogo. Lisboa: ANTT, 2015. Acessível na Torre do Tombo, Instrumentos de descrição, L 723.
Creation date
3/13/2015 2:21:41 PM
Last modification
10/1/2015 11:34:36 AM