Viscondes de Vila Nova de Cerveira e Marqueses de Ponte de Lima

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/TT/VNC
Title type
Atribuído
Date range
1200 Date is certain to 1800 Date is certain
Descriptive dates
Os anos reportam-se ao século XIII ao século XIX
Dimension and support
63 cx. (4108 doc.); perg. e papel
Biography or history
O primeiro título de Visconde concedido em Portugal foi o de Visconde de Vila Nova de Cerveira. 1.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Leonel de Lima, filho do alcaide-mor de Ponte de Lima, senhor de Arcos de Valdevez, Fernão Eanes de Lima e de D. Teresa da Silva. O título foi concedido por D. Afonso V, por carta assinada em Toro a 4 de Março de 1476. Foi casado com Filipa da Cunha. 2.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. João de Lima, do conselho de D. Afonso V e D. João II. Foi alcaide-mor de Ponte de Lima. Casou, primeiro, com D. Catarina de Ataíde e depois com D. Isabel de Brito. D. Manuel I confirmou-lhe o título em 7 de Abril de 1496. 3.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Francisco de Lima, filho do primeiro casamento do 2.º Visconde. Foi do conselho de D. João III. Casou com D. Isabel de Noronha, filha dos 2.º Condes de Abrantes. 4.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. João de Lima. Casou com D. Inês de Noronha, filha de João Rodrigues de Sá. 5.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Francisco de Lima. Casou com D. Brites de Alcáçova. O título foi renovado por D. Sebastião e 11 de Agosto de 1573. Sua filha D. Inês de Lima casou com Luís de Brito Nogueira, entrando assim na casa o Morgado de São Lourenço de Lisboa ou de Santa Ana, instituído por Mestre Pedro Nogueira, e o Morgado de Santo Estêvão de Beja. 6.º Visconde de Vila Nova de Cerveira. 7.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, casado com D. Joana de Vasconcelos. Com D. Joana entrou o Morgado de Soalhães também chamado de Mafra na família dos Viscondes. D. Joana de Vasconcelos era filha de D. João Luis de Vasconcelos e Meneses, senhor de Mafra, e de Maria Cabral de Noronha. D. João Luis de Vasconcelos e Meneses era filho de D. Afonso de Vasconcelos e Menezes e de Sebastiana de Macedo. D. Afonso de Vasconcelos e Meneses era filho de D. João de Vasconcelos, senhor de Mafra, e de Catarina de Noronha (ou e Eça). D. João de Vasconcelos era filho de D. Afonso de Menezes e Vasconcelos, senhor de Mafra, e de Maria de Magalhães. D. Afonso de Meneses e Vasconcelos era filho de D. João de Vasconcelos e Menezes, 2º Conde de Penela, e de Maria de Ataíde. D. João de Vasconcelos e Menezes era filho de D. Afonso de Vasconcelos e Menezes, 1º Conde de Penela, e de D. Isabel da Silva. D. Afonso de Vasconcelos e Menezes era filho de D. Fernando de Vasconcelos, senhor do morgado de Soalhães, e de D. Isabel Coutinho, senhora de Mafra e Enxara de Cavaleiros. 8.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Manuel de Lima e Brito Vasconcelos, filho dos anteriores, morreu solteiro. 9.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Lourenço de Lima Vasconcelos e Meneses, irmão do anterior, morreu solteiro. 10.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. João Fernandes de Lima Vasconcelos e Meneses de Brito Nogueira, irmão dos anteriores. Casou com a sobrinha D. Vitória de Bourbon, filha dos 3º Condes dos Arcos e viúva do 7.º Conde de Atouguia. 11.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Tomás de Lima Vasconcelos e Meneses de Brito Nogueira. Foi alcaide-mor de Vila Nova de Cerveira. Casou com D. Maria de Hohenloe. 12.º Viscondessa de Vila Nova de Cerveira, D. Maria Xavier de Lima e Hohenloe. Casou com o tio D. Tomás da Silva Teles, filho do 2º Marquês de Alegrete, Visconde de Vila Nova de Cerveira pelo casamento. 13.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Tomás Xavier de Lima Nogueira Vasconcelos Teles da Silva, 1.º Marquês de Ponte de Lima. 14.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Tomás Xavier de Lima Vasconcelos Brito Nogueira Teles da Silva, filho do anterior. Morreu ainda o pai estava vivo. 15.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. Tomás José Xavier de Lima Vasconcelos Brito Nogueira Teles da Silva, 2.º Marquês de Ponte de Lima. 16.º Visconde de Vila Nova de Cerveira, D. José Maria Xavier de Lima Vasconcelos Brito Nogueira Teles da Silva, 3. Marquês de Ponte de Lima. O património da família é constituído por bens no Minho, na sua maioria doações feitas pelos reis, por bens localizados em Lisboa, Mafra, Sintra, Colares, Ericeira, Torres Vedras, pertencentes aos morgados de Santa Ana e de Soalhães ou de Mafra, bens esses que entraram na família por via do casamento.
Custodial history
Parte da documentação encontrava-se na família, parte foi comprada. Há perdas significativas de documentação que se verificam pelos instrumentos de descrição elaborados por funcionários da família. A documentação foi alvo de várias organizações às quais correspondem numerações distintas. Organização feita em 1819: os documentos têm uma numeração sequencial dentro de cada maço. Do Índice, não encontrado, referido no documento: Portugal, Torre do Tombo, Viscondes de Vila Nova de Cerveira, cx. 2, n.º 4 (PT-TT-VNC/A/204), cuja organização corresponde à organização de 1819, não se conhece a data de produção, se é anterior ou posterior ao inventário de 1819. Neste os documentos têm uma numeração sequencial independente dos maços. Há números e cotas que correspondem à organização dada à documentação. Da análise feita, apenas dois reflectem a organização do arquivo: o inventário intitulado "Livro Geral do cartório de D. Tomás José Xavier de Lima, 2.º Marquês de Ponte de Lima, no qual se contém todos os títulos e padrões, morgados, senhorios, propriedades, quintas, fazendas, foros, casais e mais rendas, privilégios, bulas apostólicas, testamentos e outros bens que pertencem à dita casa. Tudo extraído dos originais, títulos e mais documentos que no dito cartório se acham mando [sic] por ordem do dito senhor em Julho de 1819" (PT-TT-VNC/A/1), e o Índice acima referido. Os documentos têm diversos números que correspondem aos atribuídos nos róis e relações de documentos nos quais se faz uma análise da documentação, dando informações sobre a família, bens e pesquisas que é necessário fazer; folhas e números de catálogos elaborados pela Casa; folhas e números do livro de rendimentos da Casa em 1693 (PT-TT-VNC/B/2001). Grande parte dos documentos está envolvida em capilhas (designadas por papel no documento com a cota cx. 2, n.º 4, em que se analisa a documentação do cartório da Casa e os bens da mesma, verificando as falhas que há e as correcções a fazer quer em termos de documentos quer em termos de renovação de prazos) nas quais vêm cotas e números dados aos documentos, o resumo dos mesmos e informações complementares. No elemento de informação "História custodial e arquivística" dos registos referentes aos documentos é indicada esta informação. Foi possível identificar a maioria dos números e cotas referidos: folha e número reporta-se aos catálogos (PT-TT-VNC/A/2), (PT-TT-VNC/A/212); número reporta-se aos inventários (PT-TT-VNC/A/1), (PT-TT-VNC/149), ao Índice (PT-TT-VNC/A/204), ao livro de rendimentos (PT-TT-VNC/B/2001); número seguido da localização do bem reporta-se ao catálogo (PT-TT-VNC/A/701); mç. e número reporta-se a róis e relações de documentos (PT-TT-VNC/A/209), (PT-TT-VNC/A/210), (PT-TT-VNC/A/211). Os números e cotas para os quais não foi encontrada correspondência vão no elemento de informação "História custodial e arquivística". Os números e cotas para os quais foi encontrada correspondência vão indicados no elemento de informação "Unidades relacionadas". Os actuais proprietários também atribuíram cotas a alguns dos documentos. Esta vai indicada no elemento de informação "Cota antiga".
Acquisition information
O fundo foi depositado, mediante contrato de depósito assinado a 27 de Dezembro de 2000, no Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (AN/TT), por Dr. Francisco da Silveira de Vasconcelos e Sousa, Dr.ª Maria Francisca de Azevedo Vasconcelos e Sousa, Eng.º Bernardo Luís de Azevedo Vasconcelos e Sousa, Eng.º Luís de Azevedo Vasconcelos e Sousa, Dr.ª Maria da Luz de Azevedo Coutinho Vasconcelos e Sousa. Pelo referido contrato, o IAN/TT, primeiro outorgante, ficou obrigado a conservar, manter em segurança e proceder ao tratamento técnico da documentação entregue, ficou autorizado a microfilmá-la, no todo ou em parte, a expor e a dá-la à consulta. Ficou também obrigado a entregar aos segundos outorgantes um exemplar do instrumento de descrição que viesse a ser elaborado, e uma cópia do microfilme realizada. No citado contrato de depósito ficou ainda estabelecida a forma da cedência da documentação depositada a terceiros, nomeadamente, para efeitos de exposição.

O fundo foi restituído ao proprietário em 31 de Agosto de 2011.
Scope and content
Documentação referente ao Viscondado do Minho, Morgado de Santa Ana, Morgado de Soalhães, Morgado de Gaião, bens da Coroa, entre outros. Refere o percurso de uma família desde o séc. XIII ao século XIX, as suas relações com a Coroa, com outras famílias, conventos e mosteiros, mercês e privilégios concedidos por reis e papas. Refere ainda a constituição do património através de doações régias e compras de bens os quais, muitas vezes, são aforados aos vendedores. Refere, também, as relações familiares e os conflitos entre os seus membros.
Arrangement
Há três documentos que permitem perceber a organização dada ao arquivo. O documento "Livro que contém o rendimento das fazendas das minhas casas e morgados a elas anexos", (PT-TT-VNC/B/201), que parece ter sido escrito pelo proprietário da Casa divide os bens em: Título do Viscondado no Minho; Título do Morgado de Santa Ana; Título de Enxara; Título do Morgado de Soalhães e por outro nome Mafra; Pensões; Título de Carnide; da Brandoa; Título de Mafra; Termo de Sintra; Termo de Torres Vedras; Foros a dinheiro na vila de Torres Vedras; Título de Arruda e "Título das igrejas que apresenta a minha casa e do que rende cada uma delas pouco mais ou menos. O inventário intitulado: "Livro Geral do cartório de D. Tomás José Xavier de Lima, 2º Marquês de Ponte de Lima, no qual se contém todos os títulos e padrões, morgados, senhorios, propriedades, quintas, fazendas, foros, casais e mais rendas, privilégios, bulas apostólicas, testamentos e outros bens que pertencem à dita Casa. Tudo extraído dos originais, títulos e mais documentos que no dito cartório se acham mando [sic] por ordem do dito senhor em Julho de 1819" (PT-TT-VNC/A/1), é consituído por 38 maços onde os documentos estão reunidos: por tipologias, assuntos e terras correspondentes às localizações geográficas dos bens da Casa.

Assim: O catálogo: Portugal, Torre do Tombo, Viscondes de Vila Nova de Cerveira, "Tombo em que se contém todas as propriedades, rendas, foros, privilégios, bulas e alvarás dos morgados de Santa Ana e de São Lourenço de Lisboa, Gaião e Santo Estêvão de Beja", que se encontra digitalizado, (PT-TT-VNC/A/2), o índice vem organizado por Santa Ana e São Lourenço de Lisboa com a informação "estes morgados compreendem em si Lisboa, Sintra, Mafra, Alenquer, Cascais, Almada, Colares, Tojal, Alverca, Arruda, Aldeia Galega, Setúbal e Vila Franca e nesta conformidade ão os mais morgados conteúdos neste tombo". São eles o Morgado de Gaião, neste sob o título de Tomar vem a informação "tem mais 1 do Morgado de Beja e 3 do Morgado dos Mafaldos" e o Morgado de Beja com a informação "este morgado compreende em si Beja, Moura, Évora e Alcácer do Sal". A organização é semelhante nos três, embora se note algumas divergências. O inventário mencionado em primeiro lugar e o catálogo não referem o Morgado de Soalhães também chamado de Mafra. Há documentos que não têm qualquer número ou cota. Tentou conjugar-se a organização apresentada nos 3 documentos. Assim, a organização, uma parte é original outra atribuída: Organização original, a partir do documento: Portugal, Torre do Tombo, Viscondes de Vila Nova de Cerveira, "Livro que contém o rendimento das fazendas das minhas casas e morgados a elas anexos", cx. 20, n.º 1 (PT-TT-VNC/M/201): Secção C "Viscondado do Minho"; Secção D "Morgado de Santa Ana"; Secção E "Título de Enxara"; Secção F "Morgado de Soalhães, também chamado de Mafra" que inclui "Título de Mafra"e "Título de Torres Vedras"; Secção G "Título de Carnide"; Secção H "Pensões"; Secção I "Título de Arruda"; Secção J "Título das igrejas que apresenta a minha casa". Organização original, a partir do documento: Portugal, Torre do Tombo, Viscondes de Vila Nova de Cerveira, inventário intitulado: "Livro Geral do cartório de D. Tomás José Xavier de Lima, 2º Marquês de Ponte de Lima, no qual se contém todos os títulos e padrões, morgados, senhorios, propriedades, quintas, fazendas, foros, casais e mais rendas, privilégios, bulas apostólicas, testamentos e outros bens que pertencem à dita casa. Tudo extraído dos originais, títulos e mais documentos que no dito cartório se acham mando (sic) por ordem do dito senhor em Julho de 1819" (PT-TT-VNC/A/1): Secção K "Ilha do Fogo"; Secção L "Bens da Coroa"; Secção M "Morgado e bens dos Vasconcelos"; Secção N "Ajustes do Marquês de Tenório, da Condessa de Mesquitela, testamentos, inventários, partilhas e dotes do Visconde D. Lourenço e seus filhos"; Secção Q "Bens no Corredor da Malva ou de São Lourenço". A partir do documento: Portugal, Torre do Tombo, Viscondes de Vila Nova de Cerveira, "Tombo em que se contém todas as propriedades, rendas, foros, privilégios, bulas e alvarás dos morgados de Santa Ana e de São Lourenço de Lisboa, Gaião e Santo Estêvão de Beja", que se encontra digitalizado (PT-TT-VNC/A/2) criou-se a Secção O: Morgado de Gaião; Secção P: Morgado de Beja. Organização atribuída: Secção A: Organização e constituição do arquivo; Secção B: Administração da casa; Secção R: Marqueses de Ponte de Lima; Secção S: Deado de Évora; Secção T: Contencioso; Secção U: Colecção de documentos:
Access restrictions
A consulta pública dos originais está sujeita à autorização, por escrito, de um dos dois representantes dos proprietários, a saber, o Eng.º Luís de Azevedo de Vasconcelos e Sousa ou a Dr.ª Maria da Luz de Azevedo Coutinho de Vasconcelos e Sousa
Physical characteristics and technical requirements
A caixa 61 contém documentos em mau estado de conservação, sobre os quais não é possivel realizar intervenção de conservação e restauro.
Related material
Portugal, Torre do Tombo, Corpo Cronológico (PT-TT-CC); Portugal, Torre do Tombo, Chancelarias Régias (PT-TT-CHR); Portugal, Torre do Tombo, Chancelaria de D. Manuel, liv. 41, f. 77v; Portugal, Torre do Tombo, Registo Geral de Mercês (PT-TT-RGM); Portugal, Torre do Tombo, Feitos Findos, Fundo Geral (PT-TT-CS/FG): maços com processos em que é autor o Visconde de Vila Nova de Cerveira: Feitos Findos, Fundo Geral, Letra V, mç.11, 30, 41, 64, 88, 103, 145, 146, 163, 185, 187, 189, 213, 215, 220, 221, 225, 231 e 233; Portugal, Torre do Tombo, Casa da Suplicação (PT-TT-CS/A); Portugal, Torre do Tombo, Correição Cível da Corte (PT-TT-CCVC); Portugal, Torre do Tombo, Hermano Anselmo José Braamcamp de Almeida Castelo Branco (PT-TT-BACB); Portugal, Arquivo Municipal de Ponte de Lima, Colecção de pergaminhos.
Notes
Alguns documentos devido ao seu estado de conservação não permitiram que se retirasse deles qualquer informação para uma descrição consistente, bem como os documentos em latim. No que se refere a estes, sempre que possível, recorreu-se à informação existente no verso dos mesmos ou nos Instrumentos de descrição. Sempre que tal se verificou, esta informação é dada no elemento de informação do respectivo registo. Os documentos do "Maço 12 fazendas em Alverca, Sobral, Arruda, Alenquer e outra mais em Ribetajo e Capela em Varatojo" estavam na caixa n.º 22 (cota dada pelo proprietário da documentação) com outra documentação e correspondem ao maço 12 do Livro "Casa Castelo Melhor e Viscondes da Várzea" ou "Livro Geral do cartório de D. Tomás José Xavier de Lima, 2º Marquês de Ponte de Lima, no qual se contém todos os títulos e padrões, morgados, senhorios, propriedades, quintas, fazendas, foros, casais e mais rendas, privilégios, bulas apostólicas, testamentos e outros bens que pertencem à dita casa. Tudo extraído dos originais, títulos e mais documentos que no dito cartório se acham mando [sic] por ordem do dito senhor em Julho de 1819".
Creation date
10/30/2009 12:00:00 AM
Last modification
11/19/2015 9:17:42 AM
Record not reviewed.